Uma vida perfeitamente opaca


Monotonia. A palavra parece óbvia e todo mundo sabe o seu significado, mas se pararmos para pensar um pouquinho, monotonia significa literalmente "o mesmo tom". Para alguns isso está relacionado ao tédio, à rotina, à repetição constante e infinita, mas para mim ela ganhou outro significado ao longo dos anos.


Pensei bastante sobre como eu iria abordar esse tema. Pensei inclusive se deveria falar sobre isso com o público, mas superei o medo de ser julgado e decidi me abrir. A verdade é que mesmo os médicos ficam doentes. Eu sei, eu sei, estou sendo óbvio de novo, mas é senso comum que um bom médico deve ser capaz de curar a si mesmo. Basta imaginar a imagem de um cardiologista obeso ou um oncologista fumante para você entender o que eu quero dizer - um médico precisa ser perfeito. Se ficar doente deve se curar logo, se tiver um quilos a mais precisa emagrecer, precisa ser elegante e bem arrumado. Parecer inteligente e estudioso. De preferência bem-humorado também e simpático. Ah! E é imprescindível que seja humano, mas só a parte da empatia. Não pode errar. Dormir? Férias? Deveria ter escolhido outra profissão porque a vida não pára.


Bem, não sou um bom médico. Gosto de estudar e amo o que eu faço, mas já errei e posso errar de novo. Estou uns quilinhos a mais e nem sempre estou bem-humorado. Mas até eu entender isso eu sofri muito e fiz outras pessoas ao meu redor pagarem um preço muito alto.


Depressão não é uma tristeza profunda. Na verdade, é como se a vida se tornasse monótona, sempre com as mesmas cores e os mesmos sons. As coisas que te davam prazer simplesmente perderam a graça. Você fica triste sim, mas porque não consegue encontrar a saída de um labirinto sem fim. Ao final da minha especialização médica eu estava tão sobrecarregado e com problemas que entrei em uma depressão grave da qual me trato até hoje. Não tenho orgulho disso, mas ficou mais fácil depois que simplesmente entendi que não sou perfeito e que não preciso ser tudo o que as pessoas esperam de mim. Preciso ser eu mesmo, com meus defeitos e problemas, mas também com minhas alegrias e preciosidades.


Já estou me tratando há alguns anos e agora posso ver mais claramente o que aconteceu. Meu único arrependimento é não ter buscado ajuda antes (preconceito é um saco). Minha vida voltou a ter cores, sons e cheiros. Alguns dias ainda tenho que enfrentar algum tempo cinzento, mas nada comparado ao início de tudo. Se você se identificou, procure ajuda o quanto antes.

33 views3 comments

Recent Posts

See All

Ritmo